sábado, 10 de agosto de 2019

O Rei Leão e os valores conservadores

O filme O Rei Leão não é uma propaganda do conservadorismo. Mas um reflexo de drama e tragédia tão comuns ao ser humano que mostram exatamente valores conservadores, que já eram discutidos na antiguidade assim como o são hoje. E o objetivo deste texto é justamente ajudar a entender o filme assim como entender os valores que formam o conservadorismo. 


O Rei Leão (The Lion King 1994) 
Direção de Roger Allers e Rob Minkoff 
Escrito por Linda Woolverton, Irene Mecchi e Jonathan Roberts 

Valores familiares 
O filme começa com a comemoração do nascimento do Príncipe Simba. 
Filho do Rei Leão Mufasa Rainha Leoa Sarabi. O nascimento de Simba é comemorado por diversos animais em uma sequencia muito bonita. E a partir deste ponto, somos apresentados aos mesmos valores e virtudes discutidos deste os grandes pensadores gregos. Aquilo que já chamavam de Ordem Moral Duradoura. A Ordem Moral Duradoura são valores que se mostram como os mais certos com o passar do tempo. Simba cresce feliz sob Valore Familiares que entendemos muito bem. O amor e carinho de um pai, de mãe e suas tias. Um valor simples de milhões de anos na natureza a ser conservado e admirado pelo ser humano. E a conotação de conservar significa proteger e admirar este valor. 

O ciclo da vida 
Outro valor interessante é justamente a lição de Mufasa para seu filho Simba, o ciclo da vida! Isso significa que ser o rei, o governante, tem que aprender que faz parte de um ciclo ininterrupto da vida e da morte. Memmento Mori. Lembra te de que vai morrer em latim. Todos fazem parte da natureza, todos vão viver e morrer. Você faz parte do mundo e ser o rei significa ser responsável por aqueles que fazem parte do seu mundo. Coisa que o pequeno Simba ainda não entende. Todos tem o seu papel no ciclo da vida e respeitar este ciclo significa a diferença entre ordem e caos. Justiça e Injustiça. 

Machismo 
Durante todo o século XX as feministas tentaram definir o machismo como algo ruim. Mas aqui o machismo é mostrado na forma mais natural possível. O machismo de verdade são valores e virtudes que os machos tem ao lidar com respeito e responsabilidade para com suas famílias. É a definição de macho que protege, defende, dá carinho, cuida, dá o exemplo. 
O machismo é um comportamento que existe há centenas de anos na natureza. O ser humano tem um comportamento de sobrevivência machista de proteger, ser responsável e respeitar as pessoas que ama igual lobos, gorilas e leões. E o filme mostra um comportamento machista natural aos leões. Contra o machismo do leão, não tem textão! 
Duas cenas que melhor mostram isso são as sequencias onde o Rei Mufasa protege Simba. Na primeira vez, Simba acredita no Tio Scar sobre aventuras em um velho cemitério de elefantes e não percebe que caiu em uma armadilha onde seria morto por hienas. O Rei Mufasa consegue chegar a tempo, dar uma surra nas hienas e salvar seu filho. E ao final da sequencia, Mufasa leva o pequeno Simba para a savana e explica que nunca sentiu tanto medo na vida do que no momento em que Simba estava em perigo. O valor do amor de um pai. 
No atentado seguinte a vida de Simba, Mufasa faz absolutamente de tudo ao seu alcance para salvar Simba, mesmo que custe a sua vida. O que custa. 

A tirania 
Desde a antiguidade que o conservadorismo, as lições de história e a filosofia sempre foram as armas mais constantes contra o tipo de governo mais antigo do mundo: A Tirania. 
O longa de 1994 fez questão de mostrar as tramas, planos e traições de Scar com as hienas fazendo claras alusões a tirania. Imagens fortes e vermelhas que imediatamente lembraram as pessoas da tirania do nazismo. O que esqueceram foi o fato de que ditaduras comunistas eram iguais tanto na tirania quanto na ideologia socialista. Representações iguais do mal. 
O Tio Scar despreza todos os valores defendidos por sua família para chegar ao poder. É um dos poucos vilões originais da Disney a matar um personagem principal e não satisfeito ainda faz Simba acreditar ser o verdadeiro culpado pela morte do próprio pai. Tal crueldade com um filhote faz o pequeno Simba fugir. 

Hakuna Matata 
Toda a sequencia que mostra Simba se tornando amigo de Timão e Pumba também mostra o pequeno leão fugindo de seus problemas. Fugindo da culpa. 
Hakuna Matata significa exatamente esquecer os seus problemas. E isso significa um leão se alimentar de insetos tentando esquecer quem ele é. Simba cresce com o passar dos anos tentando fugir de seus problemas. 
Tudo isso até que foi encontrado diretamente por Nala, seu antigo amor da infância. 

Se lembre de quem você é 
A partir do momento onde Simba encontra o seu antigo amor é a hora que o seu coração  se divide entre fugir de seus problemas ou encarar o seu passado. E muitos momentos são tão orgânicos, naturais a história, que passam despercebidas. 
Nala conta sobre as consequências do reino de Scar, a aliança entre leões e hienas. Esta união que iguala leões e hienas apenas multiplica as hienas e torna a todos iguais na fome a ponto de que inúmeros animais foram todos caçados no reino ou fugiram. Até mesmo o grande rio secou. E Nala pede a Simba para voltar. 
Outra parte importante é justamente a conversa entre Simba e o velho Babuino e curandeiro, , com diálogos profundos e explicados de forma que uma criança consegue entender. 
- Você conheceu meu pai? – Pergunta Simba. 
- Eu conheço o seu pai. – Responde o velho babuino. 
- Sinto muito, mas meu pai está morto. 
- É mesmo? Então olhe nesta poça de água, veja, no seu próprio reflexo está o seu pai. E ele vive em você. 
Existe todo um questionamento profundo que podemos fazer sobre isso. As pessoas que amamos vivem em nós enquanto vivemos. Somos o legado de nossos pais e mães no melhor e no pior.  

Aprenda com a dor 
Uma das cenas mais engraçadas e mais bem escritas ocorre quando Simba começa a fala sobre como o passado dói. Apenas para o velho babuíno lhe dar uma boa paulada na cabeça. 
- Ai, por que você fez isso? – Pergunta Simba. 
- Não importa, já está no passado! 
- Mas o passado ainda dói!    
- A dor do passado serve para ensinar muitas coisas, fuja dela ou aprenda com a dor! 


Orgulho e Família 
Um conceito que temos que pensar a respeito é o fato de que em inglês, a família do Leão é chamada de Pride, Orgulho. E sendo o conceito de orgulho como algo que você constrói com todo o seu amor, carinho, suor do trabalho, lagrimas, para durar toda a sua vida e deixar um legado para o futuro. Então qual a verdadeira diferença entre orgulho e família? 
A família do Leão é o seu orgulho assim como a sua família deve ser o seu. E assim como a família de Simba não é perfeita, a sua também não é. E que tu tens que aprender a lidar de frente com os erros. 
A história de Simba só muda quando ele decide assumir os erros do passado, a culpa, e voltar para a sua família. Para o orgulho. Para o seu amor Nala e sua mãe Sarabi. 
O retorno de Simba também acarreta em assumir a própria culpa que ele sente por pensar que ele era responsável pela morte de seu pai. Scar usa a culpa que Simba sente para colocar os leões contra Simba mesmo que sua mãe não acredite. Simba chega a ficar pendurado na pedra do Rei antes de Scar cravar suas garras em Simba e revelar aquilo que ele nunca soube: Scar matou Mufasa! 
A partir deste ponto, Simba finalmente usa a sua força para sair do precipício e fazer Scar confessar o assassinato em frente aos outros leões. E isto acarreta imediatamente na luta entre leões e hienas.   
O Rei Leão foi um grande plágio da obra Kimba – O Rei Leão de Osama Tesuka, criador de Astro Boy, e isso não desmerece em nada ambas as obras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário