sexta-feira, 11 de maio de 2018

Os Vingadores - Guerra Infinita


Os Vingadores - Guerra Infinita é um grande filme machista estreando nos cinemas em 2018. E isso é tão certo que até me arrisquei a fazer um review SEM VER O FILME. Apenas me baseando simplesmente nos fatos.

E os Fatos são:

O Machismo Clássico!
Vingadores são baseados em toda uma herança cultural
de um ideal heroico e romântico! Os heróis são o supra sumo de
seres humanos com feitos de força, honra, astúcia, inteligência,
benevolência, respeito e responsabilidade.
É uma obra para um publico de maioria masculina.
Apresentando ideais para crianças e adolescentes.
Ideais que ensinamos aos meninos e cobramos dos homens.
São ideais que já eram buscados há milênios em várias culturas
para ensinar caráter e definir os homens de verdade!
Um ideal de comportamento de macho!
 

O Respeito às mulheres
Filmes machistas são os que mais respeitam as mulheres! Ponto!
E neste filme machista teremos mulheres como heroínas fodonas,
mulheres como voz da razão, mulheres que questionam os que os heróis acreditam,
mulheres companheiras, mulheres que protegem, que são protegidas,
que até salvam os heróis.
E sim, o velho clichê do herói salvando a donzela em perigo
é o mais velho exemplo de respeito pela vida das mulheres.
E só neste filme machista, teremos mais respeito para com as mulheres
do que em todas as produções feministas da última década juntas!

 O Sacrifício Heroico
Não tenha medo do Spoiler sobre heróis morrendo neste filme.
Do momento onde existe o heroísmo, existe o risco de morte e sacrifício.
Todos os seres vivos tem medo da dor e da morte. Mas a definição de coragem
ainda é a de superar o medo para fazer o que é o certo!
E se o Homem Aranha tem coragem de enfrentar Thanos,
então você não deve ter medo de ir ver o filme!


Meu review DEPOIS de ter visto o filme

Os Vingadores - Guerra Infinita (Avengers: Infinity War 2018)

Dirigido por Anthony e Joe Russo
Escrito por Christopher Markus e Stephen McFeely,

Estrelado por Robert Downey Jr., Chris Hemsworth, Mark Ruffalo,
Chris Evans, Scarlett Johansson, Benedict Cumberbatch, Don Cheadle,
Tom Holland, Chadwick Boseman, Paul Bettany, Elizabeth Olsen,
Anthony Mackie, Sebastian Stan, Peter Dinklage, Danai Gurira,
Dave Bautista, Zoe Saldana, Josh Brolin e Chris Pratt.

SEM SPOILERS

O filme começa apresentando o maior vilão do Universo da Marvel, Thanos!
O Titan louco e genocida cujo plano de existencia é a de buscar o simples equilibrio
do universo simplesmente matando metade de toda vida. Com a desculpa de que matar a metade
de cada população vai equilibrar os recursos do universo. O que acaba tendo uma macabra
semelhança com monstros reais da história da humanidade. Joseph Stalin e Mao Zedung.
Que nas falhas do socialismo, das reformas agrarias e de seus próprios planos
para conquistar o poder absoluto, mataram milhões com a desculpa esfarrapada de que
iriam poupar milhões.

O Titan começa o filme com um genocidio e um dos seus sobreviventes é enviado para a terra.
Assim avisando Doutor Estranho, Homem de Ferro e Homem Aranha da vinda dos
lacaios de Thanos que buscam duas das joias do infinito. Dando inicio a muita porradaria.
E embora o filme tenha muita, muita, muita porrada, ainda existe todo o contexto correto.
Mostrado pela ameaça iminente dos lacaios de Thanos assim como do próprio Thanos.

O que faz até mesmo inimigos se aliarem para enfrentar a guerra.

Redenção e perdão
Diante da ameaça de Thanos, a situação acaba gerando momentos de emoção enquanto herois
e até mesmo vilões procuram se redimir pelos erros do passado para enfrentar o Titan.
Muitos personagens realmente chegam ao seu limite. Demonstrando sentimentos e valores
que nunca tinham mostrado antes.
O final inesperado é um gancho para uma continuação direta!
Onde a aventura será concluida e boa parte dos atores poderá despedir
de seus personagens já eternizados.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Um Lugar Silencioso



Um Lugar Silencioso (A Quiet Place 2018)
Dirigido por John Krasinski
Escrito por John Krasinski, Bryan Woods e Scott Beck

Um filme de terror e suspense onde uma família tem que sobreviver em uma situação em que criaturas muito perigosas perseguem e atacam qualquer coisa através do som. Fazendo com que todo mundo tenha que fazer o mais absoluto silêncio. E assim como outros filmes de terror que se focam em famílias sobrevivendo ao horror, o filme mostra a família recorrendo a mais antiga tática de sobrevivência da história da humanidade: O Machismo

O machismo deste filme é mostrado da forma mais clássica de acordo com nossa cultura.
Com um pai amoroso e responsável que é capaz de fazer coisa para proteger a sua família.
Uma definição clássica de um ideal onde o pai cuida de todo mundo mesmo com sua própria vida. Seja transformando a própria casa em uma fazenda que se sustenta, produzindo eletricidade e até um aparelho de surdez para a filha ou mesmo enfrentando as ameaças com uma espingarda.

É um filme pós apocalíptico onde um grande evento reduz a humanidade ao mesmo nível de sobrevivência da pré história. E se na pré história o homem tinha que proteger a sua família de todo tipo de predador, incluindo ursos, lobos, tigres dentes de sabre e todo tipo de animal selvagem; Neste filme as ameaças são monstros alienígenas do espaço feitos em CGI e que atacam tudo o que faz barulho com uma força descomunal e garras capazes de destroçar até mesmo aço. Monstros cegos, porém com ouvidos extremamente sensíveis.

O respeito a família
O Machismo clássico, a verdadeira atitude de macho, é o respeito a mulher!
É o respeito às crianças e o respeito a familía. Respeito e responsabilidade.
Aqui somo apresentados a família Abbott, composta do pai Lee, um pai amoroso e responsável interpretado pelo próprio John Krasinski.

Sua linda família é composta de sua esposa Evelyn, vivida pela talentosa Emily Blunt que poucas vezes interpretou uma personagem tão forte e ao mesmo tempo tão frágil com todo o talento que a atriz consegue expressar.

Ainda temos o elenco infantil a começar pela filha Regan Abbott (Millicent Simmonds, atriz surda de verdade que ajudou muito o diretor sobre linguagem dos sinais e surdez); Marcus (Noah Jupe) e Beau (o pequeno Cade Woodward).

A importância da família também gera o máximo de tensão durante o filme pelo fato de que todos os personagens são importantes. Ao contrário de muitos filmes de terror onde os personagens são descartáveis. Aqui, cada personagem conta para o publico.

A ameaça constante
Evitando de contar todo o filme, não vou falar sobre quem morre. Mas que as mortes são muito violentas
por causa das criaturas que são recobertas de uma pele duríssima capaz de proteger até de calibres mais altos. As criaturas são muito rápidas, com garras capazes de cortar aço e que localizam suas vitimas apenas pelo som.
Sendo uma ameaça constante por conseguirem ouvir a quilômetros de distancia.
Até ruídos pequenos podem atrair os monstros!

Altamente recomendado!

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

O Enigma de Outro Mundo

Sobrevivência
Um tema antigo como a própria natureza. Mostrado em nossa cultura com o ser humano
enfrentando os mais variados tipos de dificuldades e horrores.
E aqui temos um legitimo filme machista onde o ser humano precisa sobreviver a uma ameaça capaz de destruir toda a humanidade.

O Enigma de Outro Mundo (The Thing 1982)
Dirigido por John Carpenter
Escrito por Bill Lancaster

A coisa
O filme é uma refilmagem do filme O Monstro do Ártico de 1951.
Foi baseado no livro "Who Goes There?" de John Wood Campbell e que por sua vez
foi inspirado nos horrores cósmicos de H.P. Lovecraft. O qual descreve horrores
de fora de nosso mundo tão poderosos que seriam deuses e demônios na visão dos
pobres seres humanos. Seres de aparência tão abominável que apenas a sua visão
poderia levar as pessoas a insanidade. Horrores sem nome ou com nomes que não foram
feitos para serem pronunciados por seres humanos.
Tudo isso implícito na pequena cena de poucos segundos que mostra uma nave estelar
entrando na atmosfera terrestre sem explicar absolutamente porra nenhuma!

 
Um filme pra macho
O filme mostra um elenco totalmente masculino em um dos ambientes mais hostis do planeta.
O continente da Antártida, também chamada no Brasil de Antártica, o polo sul do mundo e
mantendo as temperaturas mais baixas já encontradas no planeta. E o filme começa justamente
no primeiro dia de inverno na Antártida, o que não significa só frio, mas também escuridão!
No mínimo 6 meses de escuridão!

O filme vai apresentando os personagens, os pesquisadores que vão passar meses na escuridão e no frio
em nome de grandes pesquisas. Temos um comandante, dois biólogos, um geólogo, um geofísico,
um veterinário, um mecânico, o cozinheiro, o operador de rádio e o piloto do helicóptero interpretado
por Kurt Russel.

Um dos detalhes do filme mostrado logo no começo é o personagem de Kurt Russel, MacReady, jogando
xadrez com um computador. A Maquina, absoluta em seu ambiente virtual, vence MacReady no jogo.
Enquanto MacReady simplesmente derrama seu copo de coca cola com Whisky e gelo dentro do computador.
Típico caso do ser humano arrumando o seu jeito de vencer um oponente quase invencível...

A chegada do horror
O horror neste filme na verdade já começa com a trilha sonora clássica de Ennio Morricone,
 trilha que vem carregada de tensão e mistério desde o começo. E por falar em tensão e mistério...

Um helicóptero aparece no céu perseguindo um belíssimo cão de raça Malamute.
Sobrevoando e atirando desesperadamente no cachorro. Até que o cão chega até o acampamento americano. Procurando a proteção dos americanos, o cão se joga aos braços do primeiro que vê.
O que leva o piloto do helicóptero, um norueguês desesperado, a descer e
tentar matar o cão a pé com um rifle em meio aos americanos que não entendiam nada do que se passava.
Diante da histeria, o piloto atinge Bennings (Peter Maloney), o meteorologista na perna.
E em resposta o comandante Garry, interpretado por Donald Moffat, atira no piloto.
Um único tiro na cabeça!

E agora a equipe de cientistas tem um assassinato em mãos, um cão e muitas perguntas.

O enigma
A partir deste momento, existe toda a construção do mistério do filme. O qual é muito bem conduzido.
Os pesquisadores fazem questão de voar até a base do piloto morto para descobrir o que aconteceu.
E mesmo sem falar uma palavra em norueguês eles encontram o acampamento norueguês completamente destruído.
Existem sinais de violência por todos os lados e um poço cavado cheio de cadáveres carbonizados.
Um dos cadáveres é um ser humano completamente deformado e irreconhecível.

Eles levam todas as fitas de vídeo e o cadáver para o laboratório americano para investigar.

As fitas de vídeo mostram a investigação de um objeto estranho em meio ao gelo.
Um gigantesco objeto enterrado no gelo por milhões de anos e que veio de fora de nosso mundo.
Um enorme disco voador que colidiu com a terra. Deixando apenas um cadáver enterrado no gelo.
O qual foi resgatado pela equipe norueguesa, mas desapareceu.

De outro mundo
Em meio as investigações, os americanos percebem que o cão malamute do começo do filme
ainda estava perambulando tranquilamente pelo acampamento. É nesta hora que o veterinário resolve
levar o cachorro para o canil com os outros cães. E então o pesadelo começa...

Em meio aos outros cães que começam a latir em desespero, o cão que começou toda a confusão
aos poucos literalmente estoura na frente da câmera! E como se não bastasse, ele ataca os outros
cães com tentáculos para puxa-los e devora-los. Quando os pesquisadores finalmente aparecem,
presenciam o horror absoluto da cena antes de decidirem atirar no monstro.
MacReady tem então a ideia de incinerar o monstro com um lança chamas!

A partir deste ponto, Blair (A. Wilford Brimley), o biólogo; Decide investigar definitivamente
os acontecimentos da estação norueguesa e os cadáveres. E então o mistério começa a dar lugar
a explicação do horror. Blair começa a descobrir que o alienígena na nave é uma forma de vida
capaz de matar e imitar cada célula do corpo de suas vitimas. Assimilar completamente as suas vitimas.
E depois de ver com seus próprios olhos o que a coisa fez com os cães, Blair descobre que
a coisa pode assimilar completamente toda a raça humana!

Enlouquecido pelo horror da verdade, Blair faz a decisão mais difícil de sua vida.
Destruir todos os veículos e a comunicação para isolar o acampamento e assim tentar destruir a coisa mesmo que isso custe a sua própria vida!

Infelizmente, Blair é dominado pelos próprios companheiros e trancafiado.

A tensão
Logo depois de Blair ser trancado, a equipe descobre horrorizada um dos membros da equipe sendo
assimilado pela coisa. Ele parecia e se comportava exatamente como um ser humano, como amigo,
com a aparência absolutamente igual. E quando descoberto, estava terminando de se assimilar com
a diferença das mãos ainda sob a forma de horrendas garras. A coisa é incinerada, mas sua ameaça
ainda paira no ar deixando o filme tenso. Onde é praticamente impossível saber quem pode ser a coisa.
Todos desconfiam de todos em um ponto onde nem mesmo o herói do filme é confiável.

Dessa tensão, temos a clara rivalidade mortal entre MacReady e o mecânico Childs (Keith David).

Um clássico do horror
Imagine uma situação de absoluta paranoia onde não se pode confiar em absolutamente ninguém.
Onde se enfrenta um monstro muito pior do que o Alien e o Predador juntos. E pior, que pode se
transformar no Alien e no Predador, juntos! A coisa é um monstro capaz de fazer cada celula
de seu corpo se transformar em bocas, garras e outras abominações.
Para piorar, não se pode nem mesmo confiar em outras pessoas.

A lição de vida machista deste filme é a mais pura resistência, a resiliência ao horror!
Os poucos sobreviventes precisam se unir para enfrentar a coisa. MacReady e Childs, mesmo inimigos
que não confiam um no outro, se unem no final para enfrentar a coisa.
E precisam fazer isso utilizando armamento pesado! Existe toda a estratégia de improvisar cocktail molotov, o lança chamas e os explosivos para dar um fim a coisa.
E mesmo assim, lutando pela sobrevivência em meio a paranoia absoluta: Homens ainda decidem
se sacrificar para salvar outras pessoas de uma ameaça de destruir toda a humanidade.

O Enigma do Outro Mundo é um clássico absoluto por saber tratar tanto o horror quanto o ser
humano. Conseguindo lidar com temas que vão do medo e da paranoia até o sacrificio próprio
pelo bem da humanidade. Com a ótima trilha sonora e os efeitos especiais.
Falando nos efeitos especiais, dizem que eles eram muito bons para a época.
Mentira! Os efeitos especiais são simplesmente perfeitos! Roubando a cena!

Um filmaço altamente recomendado

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

O Estrangeiro


Existe um comportamento tão comum ao ser humano e ao mesmo tempo tão incomum na natureza.
Uma jornada pessoal de medo e auto destruição: A Vingança!
Este tema recorrente em nossa cultura machista, retratada em milhares de obras em milhares de anos
mostrando a vingança como a última, mais obscura e até a mais indesejável opção em busca de Justiça!

Em muitas obras, incluindo este filme, a vingança é o último gesto de desespero
por justiça. A última e desesperada jornada de profundo respeito pelas pessoas amadas.

O Estrangeiro (The Foreigner 2017)
Dirigido por Martin Campbell
Escrito por David Marconi, baseado no livro "The Chinaman" de 1992 por Stephen Couro.

Neste filme, baseado no romance "The Chinaman" por Stephen Couro, um honesto dono de restaurante
embarca em uma jornada de vingança para obrigar um politico a revelar quem foram os terroristas que
mataram a sua filha em um atentado.

Jackie Chan, porra!
Ngoc Minh Quan talvez seja o papel mais dramático e triste já interpretado por Jackie Chan.
Se no começo do filme podemos até mesmo ver Minh Quan sorrindo enquanto conversa com sua filha,
isso desaparece completamente no resto do filme. Dando lugar ao desespero de finalmente estar sozinho
na vida, Minh Quan se entrega a uma jornada para cobrar das autoridades a identidade dos terroristas
responsáveis pela morte de sua filha.
Até que ele descobre que um importante Vice-Primeiro Ministro da Irlanda chamado
Liam Hennessey (vivido por Pierce Brosnan) que chegou ao poder exatamente por ser
um ex terrorista líder do IRA.
Provavelmente ainda envolvido com o IRA e que pode indicar o nome dos terroristas que mataram sua filha...

Quando Hennessey conhece Quan, imediatamente o desconsidera como ameaça.
Lógico; Um chines baixinho graças ao truque de camera, Jackie tem 1,74cm de altura perto de Pierce Brosnan de 1,88cm, com seus 60 anos e de fala mansa, triste. Hennessey não tem nenhuma informação dos terroristas e nem a daria se a tivesse. Mandando Quan embora.

É nesta hora que Quan se revela utilizando métodos de guerrilha utilizados no Vietnã para provocar
uma explosão no banheiro do prédio! Para forçar Hennessey a revelar os terroristas!

O respeito a mulher...
Filmes machistas são os que mais respeitam as mulheres em nossa cultura!
E o velho clichê do homem protegendo ou resgatando a donzela em perigo é o melhor
exemplo de ideal heroico e romantico de responsabilidade e respeito pela vida das mulheres.
Mas com a perda da filha, Quan entra em desespero e embarca em sua jornada de vingança e
uma interpretação pessoal de justiça para sua filha Fan.

Fan é interpretada pela talentosa Katie Leung, conhecida por seu papel em Harry Potter.
E todo o carinho que Quan tem para com sua filha o impulciona para descobrir quem a matou.
Principalmente se considerarmos que existe toda uma história de Quan traumatizado perdendo
suas filhas mais velhas para piratas durante a sua fuga da guerra do Vietnan. Fan, sua filha mais nova
foi a ultima sobrevivente e o ultimo motivo que Quan tinha para viver...
Interpretando a Dilma
Liam Hennessey, interpretado por Pierce Brosnan, é um personagem que me fez lembrar
de Dilma Rousseff. A ex terrorista e ex presidente do Brasil responsavel por
atentados terroristas, tortura e execuções que se tornou politica. Ainda mantendo contato
com os antigos companheiros e tendo um exercito pessoal truculento.
Hennessey é o mesmo caso: Um ex terrorista responsável por atentados, tortura e execuções
que ainda tem todo o contato com os antigos membros fundadores do IRA.

No entanto, Hennessey realmente não sabe quem foram os terroristas responsáveis pelo atentado.
Mas mesmo assim exige os nomes do responsaveis como um líder.
E embora faça todos os esforços para conseguir os culpados, ainda é uma figura com atitudes
vilanescas. Ele manda matar Quan, faz velhos jogos de poder para manter o cargo politico
e ao final do filme se rende a tortura e assassinato.
Hennessey inclusive tem uma amante que está diretamente envolvida com os atentados.

Ação, porrada e estratégia
Chackie Chan sempre teve a sua marca registrada no cinema de ação.
Uma de suas marcas registradas sempre foi o fato de que Chackie nunca tentou se pintar
como habilidades sobre humanas. Protagonizando cenas onde estava em obvia desvantagem
e onde deveria superar toda a desvantagem através de estratégias diferentes.
Chackie pode ser visto em filmes diferentes com medo, apanhando e até fugindo correndo.
Mas no final superava a desvantagem mudando as táticas e usando as mais diferentes armas.
E o melhor de tudo, sem usar dubles!

Neste filme, a ação ficou contida por motivos óbvios.
Em primeiro lugar por causa da idade de Chackie! Avançada e que só permitiu poucas cenas
de ação. E em segundo lugar, as cenas de ação deram lugar a uma trama politica mais densa.
Houve desenvolvimento de toda uma trama mostrando o lado podre de um ex terrorista que dizia
tentar a todo custo evitar um banho de sangue mesmo tentando promover o seu próprio banho de sangue.

Aqui o diferencial foi que Quan utiliza táticas e armadilhas que realmente foram utilizadas
no Vietnan. Como a mistura das bombas caseiras de Quan, a armadilha do buraco com espinho e
a armadilho que dispara uma flecha nas pernas do inimigo. Todas reais e utilizadas em campo.

Outro detalhe que poucos vão notar é justamente as lutas com faca!
Utilizando movimentos táticos reais, ataques, desvios, defesa e imobilizações.
Sequencias extremamente rápidas e que acabam muito rápido.

Eu não vou contar o final do filme.
Um motivo forte para isso é que o filme acabou de sair dos cinemas e acredito que já tenha dado Spoilers
suficientes. O outro motivo é que eu sou malvado mesmo! Escrevi sobre o filme só pra deixar meus 5 leitores
com curiosidade de ver mesmo!
Nos próximos meses atualizarei este review com muitos Spoilers!

Nota 7,5

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Um Tira no Jardim de Infância

Um grande clássico machista com Arnold Schwarzenegger!
Um Tira no Jardim da Infância é um grande clássico do cinema e da Sessão da Tarde!



Um Tira no Jardim da Infância (Kindergarten Cop 1990)
Dirigido por Ivan Reitman
Escrito por Murray Salem, Herschel Weingrod e Timothy Harris

Dirigido pelo mesmo diretor de Os Caça Fantasmas, Irmãos Gêmeos e Almôndegas.
Um Tira no Jardim da Infância é o segundo filme de parceria entre Ivan Reitman e Arnold Schwarzenegger!
E como o grande Arnoldão já tinha demonstrado antes, leva numa boa as piadas com ele.
Protagonizando esse filmaço que tinha o plano de ser estrelado por Bill Murray.

O Tira Machista e reacionário
Arnold Schwarzenegger interpreta o policial John Kimble, machista e reacionário com um visual
sujo, barba por fazer, óculos escuros e um cabelo bisonho. Hahaha
Um personagem absolutamente assustador cujo objetivo é caçar o traficante Cullen Crisp.
Que já começa o filme matando um informante que revelou para onde a ex mulher dele fugiu.
E é ai que o policial Kimble entra em ação para prender o traficante.
Uma boa sacada é que Schwarzenegger está tão medonho no papel de Kimble que mal é reconhecido
como policial pelos colegas...

Mas quando a única testemunha se nega a depor contra o traficante, Kimble entra em ação.
Invadindo um clube noturno com a sua boa escopeta, dando porrada e mandando chumbo!
E assim, com jeitinho, consegue convencer a testemunha a depor.
Mas como a testemunha não passa de um quenga drogada, então a policia tem outro plano.
Procurar pela ex mulher do traficante em uma escola infantil em outra cidade.
Nesta hora que Kimble conhece a sua nova parceira Phoebe O'Hara, Pamela Reed, que tomaria
lugar infiltrada como professora de jardim de infância.

A intoxicação intestinal
O que Kimble não contava era que sua parceira Phoebe, em um acesso de gordice, atacou a comida
do avião! Um erro comum que culminou nela passar mal a noite toda! Precisando sair a toda hora para
vomitar. O que leva a questão sobre Phoebe estar grávida.

Vendo a situação. O durão Kimble só encontra um jeito de lidar com a situação.
Toma um bom banho, corta o cabelo e faz a barba! Pega a sua melhor roupa e resolve
ir no lugar da colega. Kimble muda de visual para se apresentar como professor substituto
de Jardim da Infância. Onde Kimble finalmente é apresentado às crianças.

Lógico, toda interação inicial com das crianças com o Schwarzenegger é uma comédia só!
literalmente a parte mais divertida do filme!
Existe todo um monte de piadas misturadas com situações reais de se colocar crianças em um set.
As crianças são fofas, inocentes, mas o mais importante, não são nenhum pouco burras!
Algumas crianças ganharam falas especiais durante o filme e são hilárias!

Meninos tem pênis, meninas tem Vagina
O filme todo tem uma lição de vida sobre como o poderoso guerreiro tem que aprender a conviver
e respeitar as pessoas que mais precisam dele. Neste caso, são as crianças!
Kimble é um policial altamente treinado capaz de fazer vagabundo se mijar nas calças de medo.
Mas no decorrer do filme e com o convívio com as crianças ele vai se tornando mais sociavel.
Isso pois as poderosas mãos do guerreiro também protegem, cuidam e dão carinho.
O guerreiro aprende na pratica sobre respeitar, ser responsável e entender quem são as
pessoas que mais merecem serem protegidas pelos valores e virtudes que adquiriu.

Sua coragem, sua força e sua honra vão além dele mesmo.
E quanto mais forte o guerreiro, mais responsável ele deve se tornar.

A lição de vida desse filme é o guerreiro aprendendo a viver em família.
Umas das mais importantes lições que um homem precisa aprender na vida.

Tanto é que com o tempo, Kimble começa a sair com uma colega professora e mãe de aluno.

Partindo pro Machismo
Quando o traficante chega na pequena cidade, Kimble descobre que a professora com que começou a namorar é
a ex mulher dele. E que o traficante quer encontrar o seu filho, Dominic.
O final do filme é todo sobre Kimble sendo completamente responsável pelas pessoas que aprendeu a gostar.

Seja contando a verdade e aceitando ser odiado por isso. Ou seja finalmente tendo que defender as crianças, o pequeno Dominic e a sua namorada. Quando o filme volta a ser um filme de ação.

domingo, 14 de janeiro de 2018

Impacto Fulminante

Mais um filme extremamente machista e reacionário de ninguém menos que Clint Eastwood!
Fazendo uso de um de seus personagens mais fodas, Dirty Harry!
E mais um review machista e reacionário para divertir vocês!

Impacto Fulminante (Sudden Impact 1983)
Dirigido por Clint Eastwood
Escrito por Charles B. Pierce, Earl E. Smith e Joseph Stinson

Para quem não sabe ou não lembra, Dirty Harry é um personagem baseado em uma pessoa real; O Inspetor Dave Toschi! Não foi a primeira vez que o cinema o homenageou e nem a última, sendo mostrado também no recente filme Zodiaco.
Desta vez o filme é dirigido pelo próprio Clint.

O filme começa em um precipício a beira do mar a noite. Um carro com um casal. Parece um momento de pura sedução que faria parte do falecido Cine Privê, só que sem a música.
De repente vemos o brilho de uma arma e o homem leva um tiro nos testículos e outro fatal na cabeça!
E então o carro se abre e sai de lá a assassina.

Mais tarde saberemos mais sobre este crime e o motivo.

O velho Harry Callahan
Dirty Harry é apresentado em uma cena que mostra perfeitamente o seu problema com as leis. Harry é conhecido como sujo por fazer justamente os trabalhos mais sujos, enfrentar os podres e até mesmo passar por cima dos direitos dos vagabundos. No caso, Harry encontrou e aprendeu a arma de um bandido no carro dele sem um mandato. Por isso o caso foi anulado e o bandido sai livre.

Logo depois, no próprio elevador do tribunal, o bandido e seus amigos resolvem desejar sorte para Harry da próxima vez. O que faz com que Harry simplesmente pegue o bandido pelo colarinho na frente dos amigos. Mostrando o tipo de policial que ele é. Um policial que não leva desaforo de bandido!

- Escute aqui seu punk, você não passa de coco de cachorro!
E tem um monte de coisas que podem acontecer com coco de cachorro, poder ser raspada do chão com uma pá, pode secar, rachar e voar com o vento. Ou eu posso pisar e esmagar com o meu pé!
Siga o meu conselho e cuida de onde o cachorro vai cagar você!
Dirty Harry


A definição de reacionário
Se a definição de reacionário que está no dicionário fosse sincera, reacionário seria sinônimo de reagente!
De questionar e ter opiniões contrárias, ser o oposto e principalmente reagir pelo bem comum.

Uma das cenas mais legais é quando Harry adentra a sua cafeteria favorita. Ele adentra a cafeteria sem perceber nada de errado. Pede um café e a atendente serve o café e lentamente vai derramando todo o açúcar no café dele esperando que ele perceba que tem quatro assaltantes na cafeteria.
Sem perceber nada, Harry simplesmente sai com o café.

Depois que Harry sai, os bandidos param de disfarçar, mandam as pessoas passarem todo o dinheiro, bolsas e um dos bandidos pega uma moça. "Nós vamos fazer uma festa com você!" 
É nessa hora que o velho Callahan volta para reclamar do açúcar no café e mandar chumbo quente nos bandidos! Este filme tem alguns dos melhores tiroteios dos anos 80, rápido e sem frescura!
O último bandido até tentou pegar uma refém, mas ficou de frente com Harry que diz a sua frase favorita:
- Vá em frente, faça o meu dia!

Vendo que Harry iria atirar sem pestanejar, o bandido decidiu arregar e se entregar.

Outra coisa que merece ser mencionada no filme é que Harry faz questão de invadir a festa de um Chefão do crime, Threlkis. Harry desvendou o assassinato de uma prostituta de luxo especializada em velhos de bola murcha que levava diretamente até Threlkis. Invadiu a festa de casamento de sua neta e contou tudo a sua familia provocando no velho bola murcha um infarto fulminante. Isso fez com que todos os criminosos queiram Harry morto. O que provoca ataques constantes a vida de Harry.
De modo que seus superiores o enviam para outra cidade. A fictícia San Paulo!

Estuprador tem mais que se fuder! 
Filmes machistas são os que mais condenam o estupro e a violência contra os inocentes. E onde estupradores mais se fodem! Ponto!
Assim como filmes machistas são os que mais tem espaço para heroínas fodonas!

E neste filme machista dirigido pelo próprio Clint Eastwood, temos a criação de uma heroína fodona, uma sobrevivente de estupro que conseguiu localizar cada membro da gangue que atacou ela e a irmã dela há mais de 10 anos. E cuja vingança se dá na forma de perseguir e matar cada um de seus algozes com um tiro nos bagos e outro na testa!
Audrie J. Neenan como a estupradora Ray Parkins.
Tudo começou quando Jennifer (interpretada pela talentosa atriz Sondra Locke, que consegue passar uma interpretação de sofrimento só com o olhar) e sua irmã foram atraídas por uma quenga chamada Ray (Audrie J. Neenan) para uma festa onde foram brutalizadas e violentadas pelos amigos da Ray assim como pela própria Ray. A irmã de Jennifer nunca se recuperou e vive em estado catatônico.

Durante a sua estada em San Paulo, Harry e Jennifer acabam se conhecendo enquanto Harry investiga os próprios crimes de Jennifer.

Tretas em San Paulo
Harry Callahan descobre que o chefe de policia de San Paulo o odeia!
Mas também, criminosos estão sempre querendo matar Harry pela morte do chefão do crime em San Francisco. "As pessoas ao seu redor morrem e eu não gosto disso!"
Enquanto isso, seu parceiro Horace King (Albert Popwell), só de sacanagem, dá a Harry um cachorro Bulldog gordo, de respiração barulhenta e sem nenhuma educação! Um lado de humor de Eastwood.
O cachorro inclusive ajuda Harry denunciando onde um assassino está de tocaia esperando para mata-lo.

O final
O final deste filme machista e reacionário se concentra muito mais na luta de Jennifer contra o último de seus algozes, agora muito bem armado e com dois capangas para ajuda-lo a terminar o serviço estuprando Jennifer de novo no mesmo lugar antes de mata-la.

O arco de Jennifer se fecha mostrando ela como uma guerreira que briga e reage até não poder mais contra a força e a violência dos bandidos. Uma sobrevivente.
E quando tudo parecia perdido, Dirty Harry aparece para mostrar o que acontece com estupradores em filmes machistas!

Um ótimo filme!