quinta-feira, 22 de junho de 2017

O Predador



Arnold Schwarzenegger, porra!

E comemorando que dia 12 de Junho completou 30 anos do lançamento deste grande clássico, resolvi fazer um review machista especial para comemorar também! Falando do filme em si, as inspirações, lições de moral e curiosidades que cercam este filmaço da porra!



O Predador (Predator 1987)

Direção de John McTiernan

Roteiro de Jim Thomas e John Thomas



O filme começa com uma homenagem a inúmeros filmes de ficção cientifica que justamente mostram uma nave alienígena se aproximando da terra e desprendendo um modulo menor da  mesma em nossa atmosfera. Uma cena de alguns segundos que quase ninguém lembra no decorrer do filme.



E então o filme começa de verdade, mostrando um helicóptero chegando em uma base americana na América Central e soldados do mais alto padrão desembarcando. Dentre eles, chama a atenção a presença de três gigantes. O primeiro é um índio interpretado pelo ator Sonny Landhan que era tão maluco que precisou contratar um guarda costas para acompanha-lo durante o filme justamente para proteger todos os outros atores e equipe de filmagem! Já que Sonny tinha pavio curto e estava sempre querendo matar alguém!

O segundo monstro é Jesse Ventura! Ídolo da luta livre que depois se envolveria na politica e seria eleito governador. Sua imagem e carreira são tão marcantes Jesse Ventura se tornou inspiração para o personagem Mike Haggar, prefeito de Metro City que teve a filha sequestrada no clássico game Final Fight em 1989!

Já o terceiro e último é ninguém menos que Arnold Schwarzenegger! Aqui interpretando o Holandês “Dutch” Schaefer.

Dutch então se reúne com os responsáveis que organizaram uma missão de resgate. Incluindo seu grande amigo Dillon (interpretado pelo ótimo Carl Weathers, que ficou conhecido como o Apollo Creed nos filmes de Rocky). 
O simples aperto de mão entre Dutch e Dillon já chama a atenção para a rivalidade e amizade entre os dois por se transformar numa verdadeira queda de braço. Dillon então conta a história sobre um helicoptero que foi abatido por guerrilheiros próximo a fronteira. Embora o filme tente fazer absoluto mistério sobre onde se passa, o mistério pode ser resolvido com uma olhada no mapa da missão onde está bem escrito: CHAPADA DAS MANGABEIRAS! Sim, Predador se passa no Brasil!

Sutch escuta calmamente sobre os passageiros capturados além de deixar bem claro as suas motivações. Dutch e seu grupo são uma equipe de RESGATE, e não mercenários!



O resgate
Dutch e sua equipe partem juntos com Dillon para o resgate dos prisioneiros pela floresta brasileira da América Central, mesmo o Brasil sendo da América do Sul! Para isso eles tem que localizar o helicóptero para encontrar alguma pista. Só que acabam encontrando más noticias.
Descobrem o helicóptero abatido no meio da floresta. Concluem que o helicóptero só podia ter sido derrubado com equipamento antiaéreo de primeira, sem falar radar infravermelho para encontrar o helicóptero a noite.  

Mas tudo piora quando encontram os corpos de três passageiros que foram completamente esfolados com a pele, gordura e vísceras arrancadas dos corpos e amarrados pelos pés de forma desumana. Um dos mortos inclusive era amigo de Dutch e seus amigos. Foram o primeiro grupo de resgate. Os rastros indicavam que foram emboscados e que houve uma grande batalha antes de serem mortos. O que enche Dutch e seu grupo de sangue nos olhos diante do horror da cena. E eles partem o mais rápido possível para encontrar os últimos sobreviventes com os guerrilheiros que são claramente inspirados nas FARC.
Soldados esfolados
Seguindo os rastros, Dutch e seu grupo encontram os guerrilheiros em sua base. E como eu quero fazer uma comparação justamente pelo filme se passar secretamente no Brasil; Vou citar o fato de que políticos corruptos de hoje no Brasil já foram muito piores no tempo em que eram guerrilheiros! José Genuino, José Dirceu, Fernando Gabeira e outros foram todos terroristas. Dilma Rousseff, ex presidente do Brasil e que sofreu impeachment por corrupção e incompetência já foi uma guerrilheira terrorista sequestradora e assassina! Fato celebrado pelas pessoas que ainda a apoiam!

Investigando a base a distancia, Dutch presencia a execução de mais um dos passageiros do helicóptero. O que é o suficiente para ele e seu grupo decidirem atacar os guerrilheiros com tudo!



Uma das surpresas do ataque é justamente uma arma que foi especialmente inventada para o filme: A Minigun! Uma miniatura de metralhadora giratória portátil que é possível de ser carregada por um homem bem forte! A arma foi inventada para este filme e fez tanto sucesso que foi usada em outros filmes como O Exterminador do Futuro 2 – O Julgamento Final com o próprio Arnold Schwarzenegger!

Dutch tem a ideia de sabotar o caminhão usado para gerar energia da base. Para isso ele literalmente levanta a traseira do caminhão na base do muque! Coloca as rodas no chão e o empurra na direção da cantina junto com
explosivos. E assim começa a matança! Essa parte do filme é pura ação! Guerrilheiros são esfacalhados, explodidos, tomam muita porrada e são fuzilados. A testosterona é vermelha! Algumas das melhores partes são as piadas contadas por Dutch e seu grupo.


Temos uma cena onde Dutch arremessa o seu facão em um inimigo que fica grudado na parede feito um boneco de pano e termina com uma piada:
- Não desgruda dai!

Em outro momento um dos companheiros avisa para Jesse Ventura que ele está sangrando:
- Não tenho tempo para sangrar.
Impressionado com tal frase de efeito, o companheiro faz questão de zoar um pouco e atira com um lança granadas em alguns guerrilheiros só pra fazer Jesse Ventura ter que buscar proteção.

Dutch e seu grupo massacram completamente os guerrilheiros pelo que fizeram com os passageiros do helicóptero. Com apenas uma sobrevivente, uma guerrilheira interpretada por Elpidia Carrillo que tentou matar Dutch e acabou nocauteada e capturada.


Trabalho sujo

A investigação para encontrar qualquer último refém acabou revelando a verdade mórbida. Os guerrilheiros estavam recebendo armas, dinheiro e ordens internas da CIA! O que fez Dutch procurar pelos papeis que incriminavam para quem eles estavam trabalhando: O chefe de operações Dillon! Dutch confronta o amigo e descobre que toda a operação nunca foi de resgate, mas que o grupo de resgate foi apenas usado para fazer o serviço sujo!
Dillon usou a história dos reféns para que Dutch e seu grupo massacrassem guerrilheiros das FARC e conselheiros militares russos! Ele nem esperava encontrar alguém com vida!
Matar os guerrilheiros, recuperar documentos e (talvez) recuperar alguém com vida. Dutch e seu grupo decidem então sair da área o mais rápido possível. Dillon ainda quer levar a única sobrevivente com ele e recebe a seguinte resposta:
- Ela é bagagem sua, se você se atrasar, azar o seu! (Tradução: te fode!)


A caçada começa...
Dai eu estava com a minha namorada e disse:
- Puxa, mas que bucetão! Que bucetão!
E ela perguntou:
- Por que disse isso duas vezes?
- Eu não disse, foi o eco...

Aos poucos somos apresentados a uma presença quase invisível que observa o grupo de longe. E se o cinema popularizou a ideia de mostrar cenas a partir do ponto de vista de assassinos como Michael Myers ou de um Tubarão no clássico de Spielberg, aqui temos o ponto de vista de um alienígena que pode ver através de várias formas de calor! Um dos efeitos práticos mais difíceis de se  fazer em 1987, onde não existia os efeitos de computador de hoje. Aos poucos o grupo de Dutch vai percebendo que estão sendo seguidos, mas não conseguem ver nada. Embora a presença estranha já esteja observando o grupo de Dutch desde o começo, é agora que decide atacar.

Se podemos explicar em poucas palavras o porque desse filme ser um clássico é o fato do filme começar como um legitimo filme de ação e depois se transformar em um bom suspense antes de entregar o horror. Ao mesmo tempo onde trabalha personagens que acabam tomando decisões inteligentes e de acordo com o que estão vivenciando.
O primeiro contato com o predador é quando ele ataca, mata e arrasta um dos companheiros do grupo na frente da guerrilheira, que fica completamente sem saber o que dizer.

E enquanto procuravam pelo amigo ou pelo seu assassino, o personagem de Jesse Ventura acaba impiedosamente morto com uma das armas mais conhecidas do cinema: O canhão de ombro do Predador! Imediatamente outro amigo(Bill Duke, que já trabalhou com Arnold Schwarzenegger em Comando para Matar) testemunha a morte e consegue ver o Predador, mas ele está usando uma camuflagem que o deixa quase invisível! Sua reação lógica é mandar muito chumbo grosso! E enquanto o Predador foge, Dutch e o resto de seu grupo aparecem para atirar também e o resultado é que podemos ver os tiros de grosso calibre literalmente cortando inúmeras arvores! Uma boa parte da floresta vem abaixo. Mas o Predador conseguiu desaparecer sem deixar nenhum rastro!


Caçados
Existe todo um respeito e cuidado pelo cadáver do velho amigo. Uma cena de homenagem onde até guardam com ele o cantil de bolso ainda contendo um pouco de bom whisky com o sabor de casa. O grupo monta um acampamento com armadilhas para passar a noite. E mesmo assim o Predador ainda conseguiu burlar todas as armadilhas só para pegar o cadáver sem matar ninguém. Foi assim que Dutch e seu grupo descobriram que estavam sendo caçados.
Encurralados, Dutch e seu grupo decidem enfrentar um inimigo que nem mesmo entendem. Fazendo armadilhas melhores, dobrando arvores e até libertando a guerrilheira para que ajude o grupo.
O que acaba em uma grande sequencia de ação e terror enquanto entram em combate com a criatura e um por um são todos mortos com exceção de Dutch e a guerrilheira! Dutch é ferido e na fuga acaba caindo em um rio. Exausto por correr, cair e nadar, Dutch chega ao leito do rio quando percebe que o Predador está atrás dele. Desesperado, consegue apenas ficar parado em algumas raízes de grandes arvores quando o Predador finalmente sai da água. É então que ele percebe que não se trata de um ser humano, mas de um verdadeiro monstro que ele não sabe de onde saiu. Assim como Dutch imediatamente acaba percebendo que o monstro não consegue vê-lo por causa da lama!


É então que Dutch entende que pode sair dessa situação bolando estratégias para enfrentar o Predador sem ser visto!
     

A Verdadeira Lição Machista do filme
Acho que nem preciso contar o final deste filme. É um verdadeiro clássico que merece toda recomendação! Portanto, vou é focar na lição final dele: Desde a pré historia  que a nossa cultura foi sendo moldada por um ideal de comportamento masculino. São incontáveis histórias de heróis que giravam em volta de um só tema: A superação! Boa parte das virtudes vem justamente do mérito e da superação. Culminando nas definições mais antigas de virtude.
E boa parte de incontáveis histórias heroicas são justamente sobre a superação do horror em suas diversas formas.

Coragem é a superação do medo. Coisa que vem desde que o ser humano tinha que temer os animais e o próprio mundo selvagem em que vivia na pré-história. Superar o medo significa agir, reagir, lutar e sobreviver! O horror faz parte da vida dos seres vivos. Tanto que boa parte da cultura humana está cheia de monstros mitológicos como a Medusa, o Minotauro, o ciclopes, vampiros, lobisomens, dragões e todo tipo de demônio. E o ideal viril de superar o medo foi preenchida por heróis que tiveram a coragem de enfrentar o horror. 

A astucia é outra virtude viril antiga que moldou toda a nossa civilização e este filme possui a lição de vida de que só a coragem não basta! Assim como a ciência é a superação da ignorância, nosso herói teve que estudar o que pode sobre o predador e traçar estratégias para finalmente vence-lo. Da mesma maneira que os homens pré-históricos tiveram que quebrar a cabeça para vencer os animais selvagens. Dutch no final teve que usar de arco, flechas, camuflagem, fogo e até mesmo armadilhas.

Para sobreviver e vencer o predador, Dutch foi além da coragem e usou muita inteligência usando apenas o pouco que tinha e tirando vantagem do ambiente.


O filme se trata de uma lição de Resiliência! A superação do horror, da dor, da tragédia e do medo! Enquanto Dutch se preparava para lutar ou morrer, podemos ver o Predador em um ritual de arrancar e contemplar os crânios de seus amigos como trofeis!


O respeito as mulheres!
O que eu sempre faço questão de apontar? Filmes machistas tem sim lugar pra mulheres!
Sejam heroínas fodonas, parceiras, sejam o coração do herói ou então o meu clichê favorito de mostrar mulheres como a voz da razão que ajudam as pessoas a se encontrarem. Mulheres tem sim papel em filmes machistas. E se você acha que Elpidia Carrillo é só um rosto bonito, se enganou!
O fato dela ser uma guerrilheira que enfrentou o grupo de Dutch e saiu com vida diz muito sobre o verdadeiro caráter dos heróis do filme! 

Os herois são um grupo de resgate!
No decorrer do filme eles se depararam com uma situação de extremo horror e por isso resolveram matar todos os guerrilheiros no filme. Mas a pouparam! Dutch nem mesmo pensou em mata-la. Nem estavam interessados em levar ela como prisioneira e então, no decorrer da trama, a libertaram e até arriscaram a vida por ela!

Curiosidade:

- Jesse Ventura, Arnold Schwarzenegger e Sonny Landhan inspiraram grandes personagens dos games da CAPCOM!  
  * Sonny Landhan inspirou Thunder Hawk de Super Street Fighter 2.
  * Arnold Schwarzenegger inspirou inumeros personagens e o personagem de Dutch Schaefer foi parar no game para Arcade de Alien vs Predator! Curiosamente com um braço mecânico que é o easter egg de ligação entre as franquias de Alien, Predador e O Exterminador do Futuro!
  * Jesse Ventura inspirou nada menos que o personagem Mike Haggar, protagonista de Final Fight que resolve rasgar a camisa e sair pelas ruas batendo em bandidos para resgatar a própria filha e limpar a cidade!

- Arnold Schwarzenegger e todo o elenco acordavam as 5 da manhã para fazer musculação pesada todos os dias antes de começar a gravar!

- Kevin Peter Hall em 2,18 e já interpretou o Pé-grande em Um Hospede do Barulho! Ele pode ser visto no final do filme interpretando o piloto do helicóptero.

- Venceu um premio Saturno para melhor musica e foi indicado a um Oscar de Efeitos Especiais.

- Jean Claude Van Damme interpretou a primeira versão do Predador. Onde o monstro parecia um besouro de 1,60 de altura!
Nessa hora o filme ficou sem orçamento e a equipe teve que pedir mais dinheiro ao estudio enquanto que Arnold chamou o velho amigo Stan Winston para fazer um predador completamente novo! Maior e mais ameaçador! Deu certo e nenhum cena com Van Damme foi aproveitada!

- A ideia das mandíbulas do Predador vieram diretamente de James Cameron! Que também trabalhou com Stan Winston em Aliens - O Resgate!

2 comentários:

  1. Apesar do texto ser muito bom tem algumas coisas que poderiam ser revistas. Nunca reparei esse mapa com "Chapada das Mangabeiras", mas a mim é bem claro que o filme, que foi filmado no México, não tem intenção de insinuar que a estória se passe no Brasil. Muitos identificam o local como o país fictício Val Verde, usado em muitos outros filmes como 'Comando' ou 'Duro de Matar 2', a sequência 'Predator 2' se refere claramente ao fato de que a estória do primeiro filme ocorreu na América Central e Predators chega a falar que foi na Guatemala.

    Também não vejo relação daqueles guerrilheiros com as FARC, até porque não se vê ali qualquer sinal de que aquilo seja um laboratório de refino de drogas ou qualquer outra relação com isso (O que os russos iriam fazer ali?). O filme é de 1987, e em 1985 as FARC já haviam abandonado qualquer pretensão revolucionária pelas armas se dividindo nos narcotraficantes e em organizações civis legalizadas incluindo partidos políticos. Acho que uma referência mais direta para inspirar aqueles guerrilheiros seja a Frente Sandinista da Nicarágua.

    E de onde tirou essa inverdade sobre a Dilma?! A única organização em que ela esteve ligada foi a VAR-Palmares, cujo maior feito foi roubar um cofre cheio de dinheiro, e apenas planejar mil ações que nunca se concretizaram. E Dilma nunca passou de uma auxiliar que fazia serviços secundários nada envolvidos em ações de guerrilha. José Dirceu foi outro que não passou de agitador estudantil. Apenas Genuíno e Gabeira foram de fato guerrilheiros envolvido em ações violentas.

    O texto teria ficado bem melhor sem essas incursões em temas polêmicos e desnecessários. Mas se quiser abordá-los ao menos procure referências melhores que permitam comparações mais adequadas. Até porque no filme depois fica claro que a tal guerrilha nada tinha a ver realmente com uma organização revolucionária, e sim era uma fachada para operações da CIA, justamente o que as guerrilhas brasileiras viviam combatendo no temo da Ditadura.

    ResponderExcluir
  2. A brincadeira com a Chapada das Mangabeiras é uma curiosidade do mapa que usaram. Provavelmente nem os produtores acharam que alguém iria conseguir ler o detalhe do mapa...

    Mas a questão das FARCs, da Dilma e de outros tantos "revolucionários" são sim parte integral do discurso da própria Dilma, das FARC e de outros.
    Dilma foi presa e até hoje ela mesma se vangloria pela morte do Soldado Mário Kozel Filho. Sendo este apenas o primeiro que foi morto por ela...
    Fonte para pesquisa: https://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_M%C3%A1rio_Kozel

    ResponderExcluir